Edio: 11971 Data: 29/03/2017

Notícias - Policial

Polícia prende trio com armas e uniformes falsos de agentes de Saúde em Garça

29/03/2017 -


Armas e uniformes apreendidos; bandidos se disfarçariam de agentes de Saúde 

Equipes da Força Tática de Marília prenderam três homens com armas e roupas com identificação da Prefeitura de Garça, na madrugada desta terça-feira, 28, na cidade. De acordo com a Polícia Militar, eles pretendiam se disfarçar de agentes de Saúde para cometer crimes na cidade. A prisão foi realizada quando os policiais seguiam para Marília, após uma operação de combate a roubos e furtos de veículos em Garça, e viram dois homens na frente da rodoviária em atitude suspeita.

Durante a abordagem, os policiais encontraram em uma bolsa uma espingarda calibre 36, um simulacro de uma pistola nove milímetros, panfletos, crachás de identificação e dois jalecos brancos da Prefeitura de Garça. Segundo a polícia, eles estariam preparando um roubo à residência e um possível sequestro.

Eles contaram aos policiais que haviam acabado de chegar de São Paulo e estavam à espera de um terceiro comparsa. Quando ele apareceu, tentou fugir, mas foi detido com uma espingarda e algumas munições.

Os três homens confessaram que iriam se disfarçar de agentes de Saúde para roubar uma casa e realizar um possível sequestro na cidade. Os três foram levados para a penitenciária de Marília. Foram presos Rivaldo Gabriel Brito Justino, de 22 anos, morador do Bairro Capão Redondo, em São Paulo e os dois garcenses, o desempregado Anderson de Souza Sansiani, de 23 anos e o lavrador Cleiton Fernando Amorim Baia, de 33.

Segundo o divulgado, os policiais da Força Tática já retornavam para Marília quando viram dois suspeitos em frente à Rodoviária Municipal de Garça.

Eram Baia e Justino, que foram abordados após demonstrarem nervosismo e mudarem repentinamente o trajeto que faziam. Em uma bolsa estavam a espingarda calibre 36, com o cano serrado e numeração suprimida e um simulacro de pistola calibre 9 milímetros. Dentro da bolsa também estavam panfletos, crachás de identificação e dois jalecos brancos da Prefeitura de Garça. Os materiais são utilizados por agentes de Saúde em combate à dengue.

Ao serem indagados pelos policiais, os indivíduos confirmaram que tinham acabado de chegar de São Paulo e estavam aguardando Sansiani, o terceiro preso.

Os policiais já conheciam o indivíduo e se dirigiram até a Rua Ana Murari Marques, onde o localizaram. O acusado viu as viaturas e tentou fugir, mas foi detido logo em seguida. Ele levava uma espingarda calibre 28, com cano serrado, numeração suprimida, além de dois cartuchos – um intacto e um deflagrado. A arma estava enrolada em um cobertor.

O trio foi levado para a Delegacia de Garça, onde o delegado de plantão, Valdir Tramontini, elaborou o flagrante de porte ilegal de arma de fogo com numeração suprimida. Todos foram recolhidos para a Penitenciária de Marília.



Prefeitura de Garça

Em nota, a Prefeitura de Garça informou que já está ciente do caso envolvendo falsos agentes de Saúde que foram presos pela Polícia Militar.

“A Prefeitura de Garça informa que já está ciente do caso envolvendo falsos agentes de Saúde que foram presos pela Polícia Militar. Não houve nenhuma ocorrência de desaparecimento de materiais da Secretaria Municipal da Saúde, que foram conferidos. Não existe nenhum modelo igual ao que foi apreendido pela PM.

Nenhum agente de Saúde de Garça possui jaleco com imagem de mosquito. Os jalecos brancos utilizados pelos servidores são todos de mangas compridas. Os crachás apreendidos também são completamente diferentes dos que são utilizados pelos servidores municipais. Os verdadeiros possuem, inclusive, a foto dos agentes. A Prefeitura de Garça também esclarece que os três indivíduos presos pela Polícia Militar não eram agentes de Saúde ou servidores municipais de outras áreas.

A Secretaria Municipal de Saúde espera que esse episódio não dificulte o trabalho dos verdadeiros agentes, que cumprem com um papel fundamental para manutenção da saúde do município. Normalmente os agentes de Saúde são conhecidos dos moradores, uma vez que atuam nos bairros de abrangência da Unidade de Saúde da Família (USF) em que estão lotados. Caso o morador sinta-se inseguro em dar acesso aos agentes, pode ligar para o telefone 3471-4959, solicitando mais informações e confirmando a identificação.

A Prefeitura de Garça agradece o brilhante trabalho feito pela Força Tática da Polícia Militar e espera que a Polícia Civil conclua as investigações o mais breve possível.”, finaliza a nota.


Mais Notcias